A boca grande dos filhos e a certeza de que a laranja não cai longe do pé

bibi aldeiaLevar as crianças para a escola de manhã tem sido uma maravilha. Ao contrário do que alguns pensam, acordar cedo tem sido fácil para todos, pelo menos enquanto não começa o inverno. A manhã rende muito, já que o dia começa as 6h30.Neste horário todos estão mais tranquilos, e como as meninas só tomam leite antes de ir para a escola, minha vida está muito menos complicada sem aquele estresse de ter que almoçar rápido para sair.

O melhor de tudo isso é que entre 20h e 20h30, a gangue está em suas camas partindo para a terra dos sonhos. O ruim? Sábado e domingo todo mundo está de pé no horário de ir para a escola, ou seja, o dia começa as 6h30 também. Mas vale a pena!

O estacionamento da escola tem sido palco de muitos acontecimentos. Outro dia, quando fui buscar a turma, parei o carro, peguei as meninas na portaria, e fui colocá-las em suas cadeirinhas para irmos embora. Uma mãe estacionada ao meu lado olhou a cena e disse assim: “Nossa, seu carro parece uma lotação”. Tenho que confessar, que senti o maior orgulho! Afinal, ela só tinha UMA criança no carro!

A Bianca está a maior linguaruda. Ontem encontramos um amigo dela no estacionamento com o pai. Ela então apontou para o menino e disse assim BEM ALTO! “Olha mãe, esse é o menino que eu te falei que fica mordendo todo mundo”. O pai olhou para mim com aquela cara e eu sorri meio sem graça enquanto tentava contornar a situação dizendo para ela que eu tinha certeza de que ele não mordia todo mundo. Mas ela insistiu dizendo: “Ele morde sim. É só colocar o dedo na boca dele, que ele morde! Olha ele ali, mãe!”. Continuei andando, sem olhar mais para os dois.

Ontem depois da aula, ela me contou que uma amiguinha tinha dado um beijo na boca de um outro colega. “Não pode isso, né mãe? Só pode beijar quando é casado,né?” Eu concordei, claro. E hoje, para NOSSA ALEGRIA, quem a gente encontra no estacionamento? A amiga que deu o beijo acompanhada da mãe. Quando a Bianca a viu, acenou e disse bem alto, claro: “Olha mãe, a minha amiga que….. Aiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!” Antes que ela completasse a frase, eu dei um aperto na mão dela. Melhor prevenir do que passar vergonha de novo, não acha???

Anúncios

2 opiniões sobre “A boca grande dos filhos e a certeza de que a laranja não cai longe do pé

  1. Mas falando sério, é muito divertida a sinceridade das crianças, né? Elas não tem vergonha de falar a verdade e a gente que se cuide de fazer algo errado ou algo a não ser declarado, perto delas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s